Concha

Nem sei se a capacidade de abrir o 'peito' ainda existe como antes.
A capacidade de abrir as palavras sobre o 'peito' se foram.

O caminho causa tantas mudanças...
Tantas dores, tanto desapontamento que chega um tempo que a concha fecha
e o brilho fica reluzindo dentro,
quieto,
aconchegado,
com medo profundo de ser novamente perdido ou roubado.

Conchas feridas ficam escondidas no mar.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas