Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

Só é

A se saber,
falam-se da vida.

Falam de como as coisas vão.
às vezes pego-me a pensar sobre tal fato.

Se ela nos impõe ou aceitamos o que o é dado.

COmo que por sina, herança,
sem nenhum cabimento ou lembrança,
mas que te obriga a ser, ir e vir,
ganhar e perder,
tantas e tantas coisas.

Há-se de culpar tudo que não se pode,
mas não sei se é sorte,
não sei o que é.

Só é.
Só é.

Reinicio

Às vezes como em algum conto,
alguma linha de encontros e desencontros,
como em telas e teclas,
em vírgulas e pontos finais...
poderia apertar a tecla DEL e a página em branco ficar.

Tudo recomeçar.


Uma lágrima de amor

E hoje uma lágrima me abraçou inteira.
Vi os barcos, as luzes...
na praça o Teatro alto soava e ressoava aquela beleza toda,
aquela mágica.
Tão lindo.
No meu coração um corte sangrava você.
Me vi envolta em algo tão grande,
tão desconcertante,
"desconcentrante",
tão em mim, tão você.
Fui imersa.
Isso tudo me prendeu.
Lacrimou.
Me perdi.
Não sabia mais se havia onde eu estava.
O que era real em mim, será ficcional em você?
Doeu e precisei de um colo que não chegou.
E que não queria de qualquer outro ser aceitar.
Então,
prometi que não ia me derramar em nenhuma falácia.
Ia concentrar tudo bem junto e deixar maturar tudo,
pra me socorrer,
acabei lembrando-me do Mia,
quando dizia que o poeta escreve para ser livre de suas palavras.
Concordei.
Eis-me aqui numa rendição.
Em um vomitão.
Em um blá cheio de todo esse nosso super pá que envolve tantas letras cheias de duelos internos e entregas de amor.
Tô aqui,
longe,
de tudo.
Procurei onde começou isso a acontecer.
Onde se deu o i…

alimente

Alimente o amor.
O que faz tua alma viver em bem!
O que te causa esperança.
Alimente.



Eu sei lá.

Eu sei lá.
Talvez eu nem devesse visitar.
Eu acreditei nisso sem perceber.
Senti o fluxo com uma batida que nunca houve.
Tinha Luz ali.
Tinha profundeza.
Era uma beleza sem fim.
Ainda é.
Eu abri uma porta nova.
O sentir fez vida.
A mente ficou ao menos alguns dias sem rédea alguma.
Eu testei isso.
Como quem testa teorias.
Quis descobrir, quis entender.
Tem uma riqueza linda nisso.
Em alindar a vida.
Te recebo.




Uma ficção deles

Quando sua mão tocou-lhe a cintura,
"acalafriou" a coluna...
Chegou-se um sopro no coração que faltou-lhe o ar.

Os pêlos do seu rosto,
os cheiros que a pele exalava,
faziam fugir todas as palavras que haviam nos planetas que esses seres habitavam.
Quando as mãos dela puseram-se sobre o seu rosto,
como se tateasse cada milímetro de poro a respirar,
ele medrou,
seu eu tremeu.

Ali, por aquelas horas que duraram o piscar de seus olhos,
tudo se re.conectou e começou,
o que sempre existiu.



(((sobreasmudançasdoerem)))

Nós somos luzes mesmo.
Somos seres que se transportam através da alma.
Nos conectamos com outros seres como nós,
que possuem essa fenda aberta e se permitem ir adiante.
Parece estranho isso dizer,
mas somos bem maiores do que aparentamos ser
e temos muitas coisas traçadas à nós.
Na maioria das vezes nos dizemos que tomamos as decisões,
que somos donos do nosso próprio jogo,
mas se você puder abrir mão da rédea que a amarrou no punho da sua vida,
vai sentir o fluxo,
vai sentir o caminho,
vai sentir a si mesmo,
vai permitir-se em meio aos seus próprios conflitos dar lugar a paz de seguir para onde deve ir.
A resistência dói.
A resistência machuca.

Claro,
toda mudança é aflitiva...
Porque a vida não acontece a sós.




(((sobrepoesiaeamor)))

Um Pá de Nós

É um de reticências
Um pá de suspiros
Um pá de nuvens no peito
Borboletas no estômago
Sorrisos nos lábios
Um pá de sonhos
De nudez na alma
De laços apertados e soltos
Um pá de vem
Um pá de vou
Um pá de meu bem
De ummontedeletrajuntaquenãoquerparardesaireseentregar

É um paz de Luz
De amor
Um pá de S
Sibilantes e Xiantes

É um pá de nós


Sobre o sorriso que eu deixo

Tô indo daqui.
Não que sair retire o que há dentro.
Nem é.
Sabe como ser humano é...
ninguém curte dor, dentista ou injeção.
Ninguém curte não.
Por isso me vou.

Tá bom que o peito tá assim transbordando,
mas o que se faz?
Invade o campo no jogo do outro?

Tá bom que tudo ainda rima,
ainda vibra,
ainda tudo dentro do tudo que se cria,
mas fazer o quê?
Mentir pro outro?
Mentir pra gente?

Tô indo daqui porque tem que ser ida e volta e não rua sem saída,
tem que ter rima mas tem que ter prosa,
tem que ter noite mas tem que ter dia.
Tô indo porque estou dentro e dentro de mim há outro dentro,
como uma caixa de surpreendente reluzir.

Tô indo porque amei sentir,
mas sem ti,
nem quero mais ficar aqui.

Tô indo!
Tô vindo!

Tô aqui!

É isso...

Explosivo

Eis aí o sentir explosivo dentro, aquecendo, massacrando, despedaçando tudo.

Eis aí um monte de coisas inexplicáveis, milagres, milagres.

O sangue correndo abrasante, o olhar saltitante, o peito cantando tantos sons, tantos tons,
a entrega, a espera, o desesperar do adeus que dera.

E olhando o sorriso largo dessa bela alma que ao existir me indaga,
sinto-me assim como tomada,
como sendo eu de um outro que de longe por uma fenda me espreita,
correndo no vento no rosto,
no plano,
com medo do tremor que tudo isso traz,
que tudo isso causa à firme terra que a planta de seus pés estão.





((( sobre aquilo )))

✨✨✨parece vazio mas não é não. É tão cheio que não cabe explicação. Falar muito é desperdiçar esse pápápá. 
Ele sobra. Ele sobra.
Não cabe em si. Sua Alma sonha longe, caminhos que são encurtados por letras embaraçadas, como que por codificação mas na verdade o cofre tá aberto, não tem guarda. Se houvesse seria um labrador cheio de pelos deslizantes e sorriso no latir.
As esvoaçantes estrofes de tudo que tudo constrói tenta desdizer e ir em frente.
Pessoas que têm essa coisa enorme fluente não fazem metade do que habita nessa imensidão morada... porque simplesmente acham que não podem.

boa semana (((de domingo pra segunda)))

pra que toda doidice sane aquilo que o mundo oferece...
uma doidice plana,
uma doidice tão boazona,
uma doce e acolhedora energia boa...
fungadas de nariz a parte...
chega o fim de tarde!
sombra da fast semana que chegará repleta de coisas.
mas valeu os sentires livres da alma que leve ama.
valeu a dona!
foi à lona.
segunda vai à luta.
a dona.

boa e fluida semana!


sobre...

sobre viver um momento apaixonado.
sobre ter o peito cheio de coisas saltitantes.
sobre escrever amenidades, doidices, lindezas.
sobre ter inspiração no amor e na vida borbulhante.




Ainda bem que você sabe ler...

Queria te roubar pra mim um pouco.
Deixar romper tudo que deve ser transpassado.

Queria deixar teu cheiro tomar lugar, teu riso me sorrir, tua boca se encaixar.
Deixar as palavras pulsarem pelos poros, pelos pulsos, pelos respiros profundos, pelos pensamentos transbordantes no olhar que disseca as Sílabas que a boca não quer expressar.
Quero só relembrar a mim e a ti que existe esse lugar.

Que nos encontros que se fazem viver assim, sem ao menos pedir à existir,
deve-se acolhimento, respeito e vida,
pois há que se pensar que um dia haverá partida.



(((Sobre inspirações)))

✨✨✨em um tempo de cuidado, de intensidade, metas, alvos. Tempo de continuidade e absorvição, de ocupação dos porquês e realístico olhar, eis que as flores vem e criam um lar.
Assim, como quem quer poemizar as lutas, assim despretensiosamente cheirosa, exalando-se em toda volta, abrindo-se em cores e nuances lindas. Eis que chega a florir a vida.
A saber, como é possível em vida já grande o peito florescer em instantes? A saber, como faz-se possível transpor telas distantemente proximais navalhar carne e Alma? A saber, a curiosidade de conseguir florir o peito de forma (((à mim))) não explicável, não habitual. 
Jardim interno de conflito belo, com o Sim do nascer e pôr do sol interno, com o desprender de saber tais porquês que nem deveriam haver, pois o sentir é nobremente e novamente belo, eis a manhã. Raptor das palavras transbordantes, daquilo que deveria ser atenuante, mas é quente, presente, ausente, estranhamente viva uma história aparentemente distante. 
Faz-me pensar em "fés&qu…

Sobre os medrosos

Se as pessoas deixassem a compreensão interna as direcionar entenderiam a finitude das coisas, a brevidade das oportunidades, o milagre dos momentos...
Não perderiam tanta vida, tanto amor, tanto sorriso, tanta reciprocidade que a alma voluntariamente propõe a quem é de direito.
Não perderiam o momento presente com medo das possíveis dores, dos improváveis futuros, das falsas medidas, das convenções exteriores.
Se as pessoas parassem de pensar tanto nos outros... seriam muito mais elas mesmas.
Mais inteiras, mais disponíveis, mais felizes.

Sobre a beleza da vida

✨✨✨às vezes me faltam palavras e sobram respiros profundos quando vejo as imagens que reproduzem as belezas da vida. Meu peito é tomado de um amor que não para... parece um fluxo imenso d'agua derramando gratidão eterna. ••(((Nunca deixe de reconhecer nenhum momento)))******imagem de @marcianegafotografa 

(((Por uma vida sem balelas)))

✨✨✨o mundo tá cheio de invencionices, fofocagem, ladroagem.
Cheio de gente que acha bacana acoitar bandido, amar e viver traindo, fazer tudo escondido.
O mundo tá cheio de gente que gosta de dar desculpas e usa os outros de escudo para suas escolhas. Tá cheio de gente que diz sim só pra agradar.
A vida tá cheia de gente teatralizando, fazendo sala, vestindo a roupa da mentira, rindo o riso da hipocrisia, fingindo não gostar de quem gosta, não desejar o que deseja, não fazer o que faz.
A vida tá cheia de mais mas más... • • •

Puta mágica

✨✨✨Ainda me surpreendo como alguém pode quebrar barreiras e tocar uma Alma com a palavra. Mesmo que a tempos já saiba a profundidade que elas cavam. Ainda assim faço-me revelada quando as letras me caçam nos esconderijos que só belas almas me acham. Mágica. Puta mágica.✨✨✨(((sobre almas que se conectam)))

Sobre o que as pessoas aceitam

✨✨algumas pessoas acham que merecem encaixe, merecem amor leve, merecem aventuras juntos. Algumas pessoas acham que merecem mais do que tem e recusam toda forma de amor que lhes vem... não conseguem enxergar suas delicadezas. Algumas pessoas acham que não merecem, por isso não o recebem. Talvez nem saibam o que lhes acontece. Talvez não consigam enxergar suas dificuldades... quem sabe por algo que se foi, quem sabe por algo que feriu, quem sabe por medo da reprise, quem sabe pelo que sabe de si... mas por mais que acham que estão bem, simplesmente não aceitam coisas melhores para si. Escolhem o pior. Escolhem o que fere. Escolhem a mentira. Escolhem o erro. Escolhem menos do que valor que tem. Algumas pessoas conseguem se ver. Conseguem se deixar amar. Conseguem amar o que são. Conseguem se permitir. As pessoas aceitam o amor que acham que merecem ter.Cuide de como você se vê. 

Amor

✨✨o amor é uma espécie de abandono de si.••

Natural

Não receba o que não é seu.Tudo que é forçado, implorado, perseguido, não flui de forma natural e acaba nos transformando em pessoas que não conhecemos.O que é seu vem naturalmente. É simplesmente nosso e não precisa de explicação.

Entenda...

🌱Quando você entende que poderia viver em qualquer lugar, poderia andar descalço, amar o dia amanhecendo, sorrir pro vento que passa, tomar uma taça... quando você não liga pra pompa, não esquenta a mufa atoa, se desliga de pessoas que não precisam ser ligadas... quando você acorda consigo mesmo e dorme consciente e tranquilo, respira fundíssimo, ama até o que não parece amável... quando você se vê sempre grato por entender que tudo é emprestado e daqui a pouco tudo terá passado... aí a vida se faz como é: leve! Um presente breve!••De @andquintao #pensamentos #poesias #verdade #pessoasqueamo #frescor #vida#alma#tempo#lindo#simplicidadesempre #simplelife#simple#verde



Sobre como nascemos

✨✨isso não para... algumas pessoas não entendem que as pessoas nascem com coisas dentro, não como tabula rasa, mas com um conhecimento prévio de algo que elas carregam. Sim, me lembro bem de escrever desde que era aquela menina de cachinhos marrons e sorriso tão grande que nem parecia caber na boca. Lembro do troféu de poesia com 10 anos. Lembro as palavras escritas em cadernos com muita rima e prosa. Pessoas nascem com coisas que as definem, as demonstram, as ampliam, as fortalecem. Pessoas nascem pre-dispostas a coisas que mesmo que elas não queiram ser ou usar, não podem conter, porque é inerente à elas. Pessoas são seres de luz e espaço imenso dentro de uma caixa pequena. Às vezes a luz é branca às vezes negra, mas emitem essa luz para fora delas. Pessoas são instrumentos, tem motivo, tem causa, têm propósitos. Mesmo que elas desconheçam e se percam em caminhos que nem imaginavam. Pessoas são histórias cheias de acentuações e travessões. Nascem cheias de coisas. Morrem cheias dela…

Mude isso!

Sobre tudo que nós somos

✨✨é que as palavras pulsam. É que o coração flutua em uma leveza inacreditável. Antes pensava eu que os problemas e durezas e cruezas e todo emparedamento da vida pudesse conter o caminho, mas eis que a vida vai de acordo com a forma que você externaliza o que internaliza... mas eis que não há nada que impeça a grandeza que explode na Alma e derruba fronteiras. Eu bem sei que as capas são a natureza social que o mundo solicita, mas essa não é a verdadeira vida... porque os pés no chão do coração são essenciais para um corpo curado,  para um olhar lúcido. Porque o tempo nos chama a realizar o  princípio do que somos. Para que não passemos sem plantar de nós sementes que floreiem a seu tempo e fiquem nas histórias dos que não partem conosco. ✨✨••