meu sim

mas fazer o quê?
era uma boca quente...
uma língua ardente...
uma química sem fim.

uma coisa louca,
seu pulsar sem roupa,
sua pele em mim...

mas fazer o quê?
vou fingir pra quê?
se isso não tem fim.

fecho os meus olhos,
e em ti recordo,
meu amor,
meu sim.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas