quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Cultivar.

Eu não cultivo o medo,
mesmo quando as coisas parecem estranhas, 
indomáveis, 
assustadoras.
Tudo passa, aprendi.
Nada é tão grande quanto parece.
Eu não cultivo medos,
cultivo risos,
fé,
pensamentos positivos,
e quando tais coisas se aproximam 
forçando a porta de entrada
do meu coração,
eu uso a tranca, 
distancio,
olho de fora,
e simplesmente boto tudo em seu lugar.

As coisas só têm o valor que à elas damos...

Eu cultivo o Bem.

Foto de Marcia Nega originalmente publicada no blog De olho em Canela

Postar um comentário