domingo, 3 de novembro de 2013

Preciso.

Quero fugir de tudo isso.
Será que posso fugir de mim?
Creio que não ou sim...
Quero sumir,
deixar um vento forte vir,
dentro.
Não quero ouvir,
não quero falar,
quero silêncio,
ausência.
Só.

Preciso.
Do riso ao pranto,
do choro ao canto...


Postar um comentário