domingo, 28 de abril de 2013

Às vezes...

Às vezes me envergonho das pessoas.
Das mentiras que dizem a si mesmas.
Das mentiras que acabam virando suas verdades.
E de saber que elas sabem.
Às vezes olho,
observo e me envergonho...
Por às vezes fazer parte desse globo,
por às vezes compactuar com esse jogo,
por às vezes não ter como sair.
Às vezes me envergonho tanto,
que do coração só sai pranto,
forço dormir.



Postar um comentário