terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Mais ainda

Foi tudo que ele esperava.
Parecia um sonho aquilo tudo.
Uma boca macia,
um cheiro doce na pele aveludada.
Ela era suave,
sua voz entontecia-o mas ela não imaginava.
E assim falava,
e falava,
e falava.

Naquele dia,
quando a noite chegou assim,
quase que tardia...
Suas bocas ficaram tão próximas que podiam sentir o hálito
da bebida quente que tomaram.
Era um chá verde com o frescor do hortelã,
e misturava-se,
misturava-se ao cheiro da fome de beijo que vinha,
forte,
gritante,
do interior aquilo vinha.

E foi tudo que ele esperava.
Mais ainda.



Mudar

Caramba!
Me socou a cara!
Bateu!
Machucou,
mas não sangra.

Tolo, tolo, tolo.
Posso rir de ti ?
Menino bobo...

Eu não mudo assim.

Caramba...
Achou que faria isso com um soco?

Ah...

Ah...
ele queima o corpo interno
Mexe tudo
Sacode o prédio
O tronco

Só não arranca a Raiz
O Alicerce

Ah...
ele agua a boca
Deixe a mente louca
Dualiza tudo, enfim

É...
ele é algo ou coisa
Bate com mão de flor e rouba
Rouba-me de mim


Estaca

Tira a estaca daí
Alarga essa fronteira que pôs
Foi você
Não pense que não sei que foi
Foi você
Foi você que fez isso
A você
Então tira essa merda de estaca!

Tic Tac

Uma agitação
Tic tac
Parece avisar uma explosão
que virá
ou sairá do peito
a vir
está

Água
Doce água a engolir
Rir
Pausar
Tica tac
o coração está
Falando
ou Calando-
Se.

Apaixonada

É que assim posso ir e vir com o descompromisso do que tenha ou não vivido.
Posso estar e sentir, e enfim, sabe quem onde andei ou o que realmente vivi?
Ah... esse espaço que as letras trazem e fluem e constroem no imaginário aquilo que o leitor deseja ver.
Sim,
também sei ler.
E assim, no universo imaginado detalho,
em nuvens submersas no frescor do orvalho que brota no livre coração...
É,
é que ando só e acompanhada,
ando no tudo e no nada,
no passo e compasso do samba de roda e da poesia de estrada,
do recitar e do meditar na alva,
tudo que acalma e entontece o interior.

É, apaixonada.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Vive

Minha boca encheu de palavras que não posso dizer e não quero
Mas o peito bate forte com as tais coisas que da boca para dentro ficam
Sim,
Fervilham, sorriem e entrelaçam-se letras,
frases,
rimas e não rimas.
Essa nau vai sem fronteira.
Livre.
É que nem tudo se diz, fala ou permite.
Mas em algum lugar vive.

...ares de vida, chão de asas.

Ouvi uma risada gostosa.
Um tom de voz que traz aconchego e inconstância.
Alto, espichado como diziam os antigos,
era o menino.
Magro, negro ou afro como ditam os novos,
termos usados.
Uma voz que conta e reconta andanças intermináveis de aventuras reais,
de dias que parecem incontáveis.
Uma coisa.
Talvez um desejo escondido de caminhos não vividos que desejam ser.
Talvez um lampejo de alegria estranha,
laços e marcas que nunca deixaram de ter.
Um amor antigo,
contido,
discorre nas letras e termos usados,
concorrem com a oposição das caminhadas,
pé no chão e cabeça nos ares,
ares de vida, chão de asas.



Reencontrar

Reencontrar...
que belo termo.
Depois de encontrar, você reencontra.
Não sei se a palavra que desejo se encaixa nessa palavra.
Sei que o sentimento é bom,
traz um misto de saudosismo e um frescor de novas possibilidades.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Recomece

E quantas vezes se recomeça?
Sei lá!
Como saber?
O recomeço é um palavra que explica uma ação interna que utilizamos para nos refazer de coisas que normalmente nos causaram danos.
Assim, colocamos um ponto final nelas quando iniciamos uma nova etapa, uma nova fase da nossa vida, com letra maiúscula.
Seja que dia for, recomeço tem cara de segunda, tem cara de uma nova manhã, tem cara de roupa limpa, de banho gelado, de energias renovadas. 
Recomeço tem cheiro de esperança. 
De novas e melhores possibilidades.
Recomeço tem jeito de vida nova...
Se preciso for: recomece.


sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Meu paraíso

Quero eu meu paraíso.
Já sonhou com o seu?
Com o tempo o sonho muda,
As pessoas,
Os tamanhos,
Os lugares,
Mas perdura o paraíso pessoal sonhado.
Hoje quero um lugar com varanda de telha,
uma parede verde,
plantas penduradas nela.
Quero um revisteiro e uma cadeira de balanço feito aquelas da vó.
Hoje meu paraíso inclui histórias antigas,
Sons de risadas,
Bicicleta pra pedalar,
Água de coco gelada,
Um café, uma piada,
Mesmo que sem graça pra contar.
Hoje meu paraíso é terreno, 
Mesmo que o celeste eu deseje frequentar. 
Paraíso tem luz, amor...
Seja onde for.
É nesse lugar que desejo estar.




Sorrisos

Grandes sorrisos escondem grandes tristezas. O fato de sorrir largamente é que não se deseja devolver ao mundo o que se recebe e sim aquilo que acha que todos devem receber. Um sorriso. O bem. O melhor. Devolva o bem. Devolva até o que não recebeu, mas crê que deveria. Sua semente sempre voltará. A seu tempo.



quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Cure-se

Eu preciso mesmo é me curar. A cura vem de dentro. Quando se guarda muitas coisas chega um tempo que não há mais espaço para nada. Uma coisa aprendemos com o tempo, com o corpo e com a alma: palavras precisam ser ditas; mágoas precisam ser apagadas; pessoas precisam muitas vezes ser esquecidas; dores precisam ser curadas; pessoas precisam ser honestas consigo mesmas para que sua saúde interna seja equilibrada. Sim, nada vale a perna se destrói, fere ou adoenta a alma. Uma alma triste, causa tristezas aos órgãos internos, doenças, males... Sim o que há dentro muda o que há fora. Portanto cure-se! Diga o que tem que ser dito. Assuma o que sente, o que pensa, mude costumes, retire, expulse, transforme. Chega um tempo que o tempo não espera mais. Chega um tempo que não pode aparentar e sim tem que optar por aquilo que realmente faz bem. E o que faz mal, tem que sair, para o bem assim fluir. Para sua saúde. Para saúde. Cure-se.


As postagens

As postagens fora da cena estão no Instagram: @foradacena |||||| Siga!

Imagens

Sim, eu amo imagens, mas com certeza amo mais o momento em que as capturo. Se é que posso chamar assim esse momento único. As fotos marcam minha história e não abro mão delas. Gosto de vê-las e revê-las. Gosto das histórias acontecidas. De repensa-las. Tanto para o bem ou para o mal elas constituem nossa nossas trilhas, marcos em nossa vida. Momentos que nunca mais voltarão. Isso traz um alívio, mas traz uma agonia. Outro dia li sobre o tempo, também vi um vídeo sobre ele, o mais interessante foi meditar sobre isso. Sobre saber que o tempo é a única coisa que podemos gastar assim, de qualquer jeito, mesmo parados, sentados o dia todo fazendo o que chamamos de nada... Mas não podemos voltar, reutilizar, recuperar o tempo que se foi. E por mais que capturemos esses tempos em momentos, jamais seremos os mesmos, jamais seremos...



Olhe

Olhe para o céu. Para a imensidão celeste. A natureza é um Sim à vida. É uma visão aconchegante quando a alma pede calma.  É como um abraço,  como ter um pedaço de Deus assim tão perto de nós.


quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Calma. Muita calma.

Hoje foram muitos quilômetros com a magrela! Vento bom no rosto... Verde lindo à frente, ruas largas, pouca gente. Banho de mangueira direto do poço do grande quintal... Água mega gelada. Calma, muita calma. Forró  tocando na casa do vizinho. Risos. Deitar no chão gelado pelo ar condicionado. O celular aposentado. A vida se assentando. Até perto da serra o calor insiste em chegar. Quietude. Saúde. Arejando a mente, para sossegar a alma. Calma. Muita calma.



quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Só Uma Coisa

Só uma coisa:
Quem ensina tem que praticar o que fala.
Senão... é palavra rasa.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Deixa passar

Às vezes perdemos tempo e energia querendo entender o que não está de acordo com o que desejamos e nos inundamos de sentimentos ainda piores,
Um abismo realmente puxa outro abismo... O melhor é não resistir e deixar passar.
Deixar ir. Em um próximo momento, em um próximo tempo tudo se esclarecerá, e se não for, pelo viveu livre de perguntas que podem adoecer a alma.
Deixa curar. Deixa passar.

Imagem de Barra de São João - RJ.


Às vezes

Às vezes acordo querendo nada falar. 
Observar, ouvir talvez hoje sejam muito especiais pra mim. 
Parei de tentar convencer as pessoas que isso ou aquilo. Parei de prosa atoa. 
Você não pode convencer ninguém a nada, pode respeitar, pode fitar, pode ouvir e conhecer os corações e almas através de suas palavras. Elas expõem tudo. 
Parei de desgaste e passei para a fase do descanso. Tudo encontra seu rumo. 
Tudo se ajeita, não precisa de força, só de sensibilidade para saber quando chegar, quando partir, quando falar, quando ouvir.

domingo, 11 de janeiro de 2015

Uma Luz...

Uma Luz... A claridade tudo revela.
Tudo que se deve esconde aprisiona e traz sofrimento, de uma forma ou de outra. 
Mas às claras há liberdade, há firmeza, há paz...

Céu da Praia de Copacabana

sábado, 10 de janeiro de 2015

Eles

Coisa linda! Bailando na rua... 
Porque amo a melhor idade, amo as lindas rugas que representam tantas histórias, tantas experiências, tanto saber.

Foto de Pedro Paulo Rosa 

E quando há sorrisos, gargalhadas longas e entrega aos simples prazeres que a vida concede de forma tão bela... causam-se felicidade apenas de olhar,
e rir e contemplar momentos tais!

Sol

São tantos graus
44
50
calor
sol
vento que sopra abafado
gente por todo lado
corpo suado
Verão
São poucos graus
gelados
bebidas pros corpos molhados
lavados
nus pelos cômodos eles vão
ventiladores ligados
ar condicionado

Para equilibrar os tais...

Foto de Barra de São João | RJ


sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Eu Vou

Eu me tomo de mim.
Arranco-me dos braços da aflição, 
tomo a rédea da mente e descanso na fé.
Sigo passo a passo no compasso do Bem.
Vou com os conselhos que domam a alma e acalmam...


A Luz.

Eu vejo a Luz porque creio nela.




Novo dia

Dorme bem.
Descansa.
Deixa o corpo leve.
Olha o teto,
pensa,
medita.
Vede quão grandes coisas tens...
Olha dentro,
ouve o eu.
Respira fundo.
Dorme bem.
Novo dia vem.


quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Comunicação

A partir de agora o blog estará comunicando-se no instagran, quer sentir desejo siga @foradacena e também acompanhe pelo G+ +Fora da Cena

A comunicação tem sido aprimorada e o projeto para 2015 está grande, e haverão mensagens de voz, vídeos e muito mais.

Espero vocês comigo e que 2015 seja um ano de estreitamento dos nossos laços poéticos e d'alma.

Terno abraço!

Andreia Quintão

A Alma

Porque a alma tem desdobramentos incríveis...
Uma capacidade inexplicável,
um poder inimaginável.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...