Pular para o conteúdo principal

...ares de vida, chão de asas.

Ouvi uma risada gostosa.
Um tom de voz que traz aconchego e inconstância.
Alto, espichado como diziam os antigos,
era o menino.
Magro, negro ou afro como ditam os novos,
termos usados.
Uma voz que conta e reconta andanças intermináveis de aventuras reais,
de dias que parecem incontáveis.
Uma coisa.
Talvez um desejo escondido de caminhos não vividos que desejam ser.
Talvez um lampejo de alegria estranha,
laços e marcas que nunca deixaram de ter.
Um amor antigo,
contido,
discorre nas letras e termos usados,
concorrem com a oposição das caminhadas,
pé no chão e cabeça nos ares,
ares de vida, chão de asas.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Feita de Amor

O amor sempre me sobrou.  Sempre me salvou.Sempre foi tão fácil amar. Ser gentil. Ser em paz.
O amor me completa. Sou feita dessa profundidade. Sou feita de complacência e perdão. Feita dessa imensidão.
E há quem pense que amar está aliado a sexualizar a vida.
O amor é mais intenso. Tem a fluidez do tempo. Tem a lágrima que pulsa dentro. Tem barulho e gargalhar. Tem silêncio.
Eu fui formada e fornada nele. Nunca hei de estar só. O amor está dentro. Em movimento. Pulsando na alma que um dia daqui irá.
Fui gerada pelo próprio Amor. E em mim amor há.








Não espere o momento perfeito, seja o momento perfeito!

Porque a maioria das pessoas espera o tempo certo e perfeito para tudo? Porque esperam a oportunidade exata?



O tempo é agora!

A espera é algo que não reflete o que realmente cremos. Quem crê avança. Quem deseja algo vai em busca.
Nossas cadeias são mentais São as que mais aprisionam Prendem braços, pernas, palavras... Imobilizam a alma Nossas cadeias são só nossas Nínguém pode ver como são às vezes também não vemos... São como uma porta sem parede tais cadeias  Como uma porta sem sustentação Como uma porta aberta à nossa espera Só precisamos passar, atravessar, Só precisamos ir e tudo lá estará. São tão simples nossas cadeias Ninguém pode nos prender Porém nós nos prendemos...  E é somente isso que não deveríamos fazer. Livremo-nos!

O momento perfeito é o hoje. É o único existente. O amanhã, como diz o provérbio popular: a Deus pertence! Como a bíblia diz: basta a cada dia o seu mal.
Não tardemos então! Não tardemos em fazer o bem! Não tardemos em declararmos o que pensamos! Não cansemos de dizer doce…