quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Calma. Muita calma.

Hoje foram muitos quilômetros com a magrela! Vento bom no rosto... Verde lindo à frente, ruas largas, pouca gente. Banho de mangueira direto do poço do grande quintal... Água mega gelada. Calma, muita calma. Forró  tocando na casa do vizinho. Risos. Deitar no chão gelado pelo ar condicionado. O celular aposentado. A vida se assentando. Até perto da serra o calor insiste em chegar. Quietude. Saúde. Arejando a mente, para sossegar a alma. Calma. Muita calma.



Postar um comentário