terça-feira, 26 de junho de 2012

...quero ir...

Eu quero ir...
Ser levada a outros lugares...
Sou feita e desfeita pela vida...
Esculpida pelo Criador.

Sou o que sou e quando o que sou não basta: mudo, amadureço, transformo, 
vejo com outros olhos e vou...

Sou o que sou e vou sendo,
barro na mão do oleiro...

Eu quero ir para o onde o Vento Dele sopra,
ele muda as bandeiras de lugar,
entorta palmeiras,
espalha a areia,
refresca a face,
faz até o suor voar...

Eu quero ir... não tenho medo que me freie.

Eu posso desenhar, 
tracejar,
esboçar...
porém, a pintura final não é minha...

Eu quero ir...

...é que para chegar 
do outro lado do rio,
não pode na margem ficar...


Postar um comentário