segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O beijo e a lágrima - Mia Couto...

O quanto Mia Couto me inspira... Antônio Emílio Leite Couto, escritor Moçambicano. Um dois mais conhecidos autores na literatura africana. Biólogo e escritor... Mia Couto é um dos nomes na literatura que admiro.


O quanto a riqueza cultural do continente Africano seduz-me e envolve-me com suas cores, a valorização da ancestralidade, a história de suas máscaras, de suas letras, sua poética.


Lembro-me das aulas de cultura africana que tive na faculdade saudosamente.


Separando toda leitura que tenho que concluir, tudo que quero começar e recomeçar, encontro Mia Couto. Poesia e prosa com toda africanidade exposta.


Reparto um bocado do que aquece-me a alma...






O BEIJO E A LÁGRIMA


Quero um beijo, pediu ela.



Um sismo

abalou o peito dele.

E devotou o calor
de lava dos seus lábios,
entontecida água na cascata.



Entusiamado,

ele se preparou para, de novo,

duplicar o corpo e regressar à vertigem do beijo.



Mas ela o fez parar.



Só queria um beijo.

Um único beijo para chorar.





Há anos que não pranteava.

E a sua alma se convertia

em areia do deserto.



Encantada,

ela no dedo recolheu a lágrima.

E se repetiu o gesto
com que Deus criou o Oceano.




Postar um comentário