terça-feira, 27 de março de 2012

Moradora do silêncio....

Estava  eu morando 'num' silêncio sem fim...
Logo eu que antes habitava 'num' universo de conflito, palavras e sons.
Mas, por força do que com força se impôs, veio a quietude de mim.

Reduzidas minhas longas questões a um silêncio curativo.
Reduzidas foram as muitas palavras a uma saudável aminésia escolhida, regadas a boas e geladas doses de desapego.


Hoje meu silêncio foi habitado por frescos ares.
Inspiro e expiro com calma e força os ares que ventam o silêncio em mim.
Já fazem sopros e ruídos...



Postar um comentário