Odioso

Sim, odioso.
Apesar de todos os sorrisos que retira de todos.
Apesar de todas as piadas.
Apesar das noitadas.
Odioso.

Talvez seja inexplicável,
pesado,
talvez seja doloroso isso dizer.
Mas a verdade liberta,
e de verdade liberta o ser.

Ele era odioso e se fazia desejável.
Viver em meio a mentiras é como viver em um lodo,
pegajoso.

Mentir é viver sozinho.
É vergonhoso.
É aí que se vê o quanto admirável é a verdade.
O quanto é fortalecedor.
O quanto causa admiração e amor,
O quanto se relaciona com o Bem.
É aí que se vê...

A verdade é o que te faz ficar de pé.
Te mantém são, dá força e coragem.
Ela caminha junto com a sinceridade e com a Luz.
Porque a Luz tudo revela... e nada tem a esconder.

Pessoas mentirosas são fraudulentas com suas vidas e as vidas dos outros,
vivem como se estivessem em um jogo,
E só sabem perder o que é valioso,

Costumam de verdade nada ter do que tem valor em um ser.
Vivem escondidas,
amparadas pela escuridão,
pelos laços mortais de palavras malditas,
de sementes malignas que plantam no terreno fértil de tantos corações.

Só que há colheita.
Sempre houve e sempre haverá.
Boa ou má,
sempre chegará.

Mas tenho que dizer... é odioso.
Tenho enjoo...
Não gostaria de ver...



Postar um comentário

Postagens mais visitadas