Postagem em destaque

Peteleco.

Ando tão sensível que um peteleco faz um furo. Deus me livre dos petelecos. Deus me livre dos furos.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Vai lá e encara!

A carne estremece toda.

Parece que o coração vai parar.
Sei não o que há.

"Inda" bem que não para!

A mão estremece atoa,
só ouvir a voz,
misto de amar e odiar.

"Inda" bem que não tem arma pra apontar,
e atirar!

E se a boca não fala a palavra que tem,
mata por dentro de doença,
que vai no peito espalhar.

E se o riso encobre o chorar,
dá um aperto,
causa náuseas,
não se pode deixar.

A carne estremece toda.

Melhor dizer o que deve.
Se livrar do que impede.
Apagar o que precisa.
Deixar tudo pra trás.

Melhor fazer e ficar plena,
e viva,
do que deixá-la dominar,
e te matar.

Vai lá e encara!
Vai que dá!



Postar um comentário