Há tanto bem...

Gargalhadas,
olhos vibrantes...

Palavras reais ditas realçam a vida no caminhar.

Gente boa,
comida temperada,
programações cumpridas...

São simples as coisas que fazem bem.
As pessoas também.

E o tempo estabelece os encontros, as idas e vindas.
E quem fica pertence e pronto.
Faz parte do todo e ao mesmo tempo é único, singular.

Há quem a gente goste tanto que até chegamos a nos enganar.
Nem tudo vai e volta... não sentimos igual...

As coisas têm que ser vistas como são e aceitas. Não devemos qualificar as pessoas com qualidades que elas não têm. Não devemos esperar delas o que não têm a oferecer.





Reconhecer os que são afasta os que não são... 
Há tanto bem...
Postar um comentário

Postagens mais visitadas