Sem título.

É um turbilhão...
Um vulcão...
É água fervente...

Expectativas e ações...

O isolamento traz nossas vozes, nossas.
Borbulham, 
esquentam, 
gritam, 
inquietam, 
respondem, 
fazem-se o que são 
e silenciam a opinião alheia...

São vozes internas.

Ah... turbilhão nosso de cada dia.
Interno, verdadeiro.

De alguma maneira o intuir já sabe tudo.

Explicável?

Há uma massa enérgica,
que transcende...

Em uma ligação majoritária penetra o incompreensível 
e como fato simples à ela,
exala o que é a verdade.

A verdade nossa.
A verdade interna.
Aquilo que não dizemos e muitas vezes não assumimos.

Ela diz no intuir o que é certo à nós...
E desta forma nos impulsiona na direção dessa verdade.

É isso.







Postar um comentário

Postagens mais visitadas