sábado, 20 de outubro de 2012

Triste...


Respiro fundo,
deixo pingar.
Ouço o gritar.
Triste o magoar.
Deixo a quentura da lágrima descer,
fito o amanhecer.


Postar um comentário