segunda-feira, 14 de maio de 2012

Sem título.

Nunca andei por esse lugar...

Nunca pensei caminhar esses estranhos lugares meus.
São pesados esses ares.

Estou indo.
Vejo de outra forma,
por outra ótica os fatos que constituem as direções.
Ações e reações...

Desencadeamento natural.

Quero correr, quero parar,
quero berrar!


Não ouso dizer minhas verdades... 
Em que ouvidos cabem?
Estou aprendendo a calar.

Há sabedoria no pouco falar...

E no não falar nunca o que há?
Há a ausência e o arrependimento na posteridade...

É, o equilibrio está na metade.
Tem jeito não.

...fico aqui.
Hoje estou sem título.





Postar um comentário