domingo, 9 de dezembro de 2012

Escrevo.

Escrevo com a "mão da alma".
Escrevo com o "som do coração".

Me escrevo,
reescrevo,
escrevo o que não vejo,
o que sinto,
o que imagino sendo,
o que pode ser ou nunca será,
uma história, 
um conto,
escrevo prosa que vai,
que mora em mundos tais,
escrevo o que nunca ouvi,
nem vivi,
ou SIM.
Te escrevo.
Tudo escrevo.
Sim.




Postar um comentário